adjudicação

Sou filho único de pais falecidos. Preciso fazer inventário?

Mesmo como único descendente há necessidade da realização do Inventário (JUDICIAL ou EXTRAJUDICIAL) dos bens deixados pelos falecidos de modo a permitir a disponibilização dos bens, assim como a regularização da titularidade, p.ex., no Registro Imobiliário conferindo publicidade e oponibilidade - mesmo que vigente a Saisine, segundo a qual, com o falecimento do autor da herança, automaticamente os bens do acervo passem para a posse dos herdeiros, mesmo que eles desconheçam a herança.